Ria de si mesmo | Dennes Rocha

Por muito tempo eu fui alguém muito rígido comigo mesmo e isso me tornava rígido com as pessoas ao meu redor. Como um líder a frente de pessoas, falhei muitas vezes ao cobrar de outros mais do que tinha permissão ou necessidade de fazer.

Além disso, sempre procurei ser bastante reservado e não gostava de fazer nada que pudesse me deixar mal na foto, como consequência disso não procurava por muita ajuda nos dias de luta, o que me fez apanhar muito de algumas circunstâncias. Eu havia criado muros contra as pessoas no meu coração.

Tudo isso me levou a querer um perfeccionismo exagerado de mim mesmo. Eu tinha que provar algo às pessoas.

Quando eu falo de perfeccionismo quero deixar claro que isso é diferente de excelência. O perfeccionismo é a necessidade de fazer algo perfeito para impressionar os outros, a excelência bíblica é o desejo de entregar o melhor a Deus ainda que não seja perfeito.

A questão era, porque eu tinha tanto medo de que as pessoas fossem achar algo ruim a meu respeito? Porque eu ficava tão inseguro com as minhas debilidades? Porque me sentia tão ofendido com o pensamento do outro? Porque eu tinha a necessidade de mostrar perfeição?

Viver assim é destrutivo, e ela tem sido a causa de muitas crises de ansiedade e depressão. Eu sei do que estou falando pois foi assim que eu vivi.

Eu cresci em um lar de muita agressão e medo, alcoolismo, fome e abusos. Aos 5 comecei a ter ataque epiléticos o que me obrigou na época a tomar remédio controlado. Aos 7 anos fui abusado por um vizinho. Aos 8 anos comecei um período de depressão que durou até os 11 anos e nesse período passei a odiar a mim mesmo e a querer tirar a própria vida. Foram anos sombrios.

Foi quando, aos 12 anos, eu conheci Jesus e tive um encontro com o Seu amor inesgotável. Graças a Deus. Recebi perdão, amor, cura e libertação. Daquele dia em diante muitos processos começaram em minha vida, mas pra mim, o mais importante deles, foi aprender a encarar a frustração de não ser perfeito. Eu havia criado isso pra tentar abafar as vozes do passado sombrio. Pensava que se eu fizesse tudo perfeito então as pessoas me amariam, aceitariam.

Foram muitos períodos de lagrimas no inicio da adolescência. Eu não sabia como simplesmente me livrar disso, não é algo que você simplesmente ignora. Mas foi em Deus que eu descobri uma poderosa arma pra lidar com isso.

Deus me ensinou a rir de mim mesmo. Loucura? Talvez, mas isso foi o meio pelo qual encontrei libertação pra tantas prisões da alma. Há um poder interessante em quem aprende a rir de si mesmo. O medo, a vergonha, os traumas, a ofensa do outro, só tem poder sobre você se você der poder a ela. Infelizmente, nem sempre temos o poder de impedir que alguém nos ofenda, mas temos poder de decidir se aquela ofensa terá alguma influência ou não.

Por muito tempo eu permiti que as piadas, os xingamentos, os apelidos, me definissem e me tornassem alguém retraído e fechado. Mas em Deus descobri a chave para a vitória aprendendo a rir de mim mesmo.

Não quero que você me entenda mal. Quando digo sobre rir de si mesmo, não estou falando de você adotar uma atitude de falsa alegria e de um auto-desprezo, nem que você deva ignorar as aflições, mas estou falando de rir na certeza de que a vitória é sua e Deus mesmo lutará as suas batalhas e levantará a sua cabeça. Rir de si mesmo é rir sabendo que Deus te honrará e te dará vestes de louvor no lugar das cinzas.

O apóstolo Paulo foi um homem inspirador, e o que mais me inspira nele é a sua perseverança e coragem. Sempre fico pasmo quando vejo a sua determinação de seguir adiante mesmo diante da morte. Sempre me perguntei como ele conseguia ser tão firme, até o dia em que eu li sobre como ele encontrava coragem pra tudo isso. Foi em 2 Co. 12.10 que ele disse:

E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte. (2 Co 12:9,10) 


Paulo aprendeu a rir de mesmo quando aprendeu a confiar no Senhor. Quando fazemos isso desarmados o inimigo, porque a ofensa do outro só tem poder sobre mim quando eu dou poder a ela e mais do que isso, liberamos o poder de Cristo que está em nós quando aprendemos a nos alegrar na fraqueza.

Acho importante ressaltar que, Deus não deseja que pessoas sejam abusadas, humilhadas, entre outras coisas. Deus não está no negócio de torturar pessoas. Infelizmente por conta das escolhas do homem estamos em um mundo caído e nem tudo o que acontece aqui é de acordo com a vontade de Deus, por esta razão Jesus ensina a orar para que a vontade de Deus seja feita na terra como no céu.

Acho interessante que Paulo diz que o Poder de Cristo habitava nele. Ele não diz o poder de Deus mas o poder de Cristo. Sabe porquê? Porque Cristo sabe o que é sofrer, ele foi aperfeiçoado no sofrimento, ele foi homem de dores. É por ser homem que Cristo intercede por nós e nos ajuda nas nossas fraquezas! Uau! Isso é incrível! Acho mais interessante ainda, quando vejo que o primeiro milagre de Jesus foi em uma festa de casamento multiplicando vinho pra que a alegria da festa não acabasse.

Não dê poder ao que mata você, ao que rouba a sua identidade, sua alegria e a sua paz. Desarme a insegurança, o medo, a vergonha e a crítica. Ria de si mesmo, alegre-se no fato de você ser fraco. Mas não se menospreze. Ria na certeza de que quando você é fraco aí é que você é forte. Quando você perde toda a sua força você tem a força de Cristo em você! O mundo tem aflições mas em Deus podemos ter bom ânimo.

Eu sei que existem história duras de serem compartilhadas, mas sabe de uma coisa, se não tivemos poder para mudar elas quando aconteceram podemos mudar elas agora. Não permita que períodos difíceis do seu passado determinem o seu futuro, mas deixe que Deus transforme cinza em beleza. Deixe que Deus use isso e transforme em algo para o seu bem, se isso é possível? Bom, para Deus nada é impossível.

Por fim, gostaria de deixar aqui um trecho que, na minha opinião, é uma das profecias mais lindas de toda a bíblia. Logo abaixo, compartilho um testemunho que vai abençoar você.

A todos os que vivem tristes em Israel dar-lhes-á alegria em lugar de cinzas, gozo em vez de lamentações, louvor em vez de angústia. O Senhor os plantou como árvores de justiça, como a plantação do Senhor, para sua própria glória. (Isaías 61:3)



1 Comentários

  1. Muito bom ver como Deus trabalha através dos tempos e esse texto me fez lembrar de como Deus transforma! Obrigado Dennes!

    ResponderExcluir